POR ONDE ANDA – JONAS “o pior atacante do mundo”

(Foto: Nabor Goulart/Agência Free Lancer)

Jonas Gonçalves Oliveira, mais conhecido apenas como Jonas, nasceu em 1984 e começou sua carreira profissional no Guarani de Campinas em 2005. Pelo bugre, o atacante marcou 13 gols e chamou a atenção do Santos, que o contratou para a temporada seguinte.

No peixe, o atacante não foi artilheiro, mas se tornou bicampeão paulista (2006 e 2007) e conseguiu alcançar projeção nacional, ao marcar 10 gols pela equipe paulista.

Foi contratado pelo Grêmio ainda em 2007, jogou pelo clube, e no ano seguinte é emprestado para a Portuguesa. Pela Lusa, o atacante ficou até o fim de 2008, sendo um dos destaques do cube, anotou 10 gols em 25 jogos.

Na temporada de 2009, em seu retorno ao clube gaúcho foi eleito “o pior atacante do mundo” por um jornal espanhol ao perder um gol feito na vitória do Grêmio por 1 a 0 sobre o Boyacá Chicó, pela libertadores.

Veja o lance e a repercussão do jornal:

“A primeira, mano a mano contra o goleiro Edigson Velásquez, tem desculpa. Mas a segunda e a terceira tentativa são terríveis e dignas de entrar para o museu dos horrores”, destacou o periódico Mundo Desportivo.

Apesar de ter feito o inacreditável nesse lance, Jonas teve uma excelente passagem pelo clube gaúcho: em 2009 anotou 24 tentos. No ano seguinte marcou 42 gols, foi artilheiro do Brasileirão com 23 e figurou na lista do bola de prata – prêmio dado aos melhores jogadores da competição.

Suas boas atuações somadas ao seu faro de gols, fez com o que atleta despertasse o interesse dos europeus. Dessa forma, se transferiu para o Valência em 2011 e ficou por lá até a temporada de 2014, atuando pelo clube espanhol por 156 jogos e deixando 51 gols.

Saiu do Valência e foi jogar em Portugal para a viver a sua melhor fase na carreira.

Jonas marcou 300 gols em sua carreira. Pelo Benfica, foram 137 (Foto: Divulgação/Benfica)

Pelo Benfica conquistou 4 Campeonatos Portugueses, 1 Taça de Portugal, 1 Taça da Liga e 2 Supertaças de Portugal e chega a incrível marca de 183 jogos e 137 gols, com uma média de 0,75 por jogo. Com tantos gols, é eleito o melhor jogador do ano no Português por três temporadas (2014-15, 2015-16, 2017-18).

Jonas decidiu encerrar sua carreira no ano de 2019, aos 35 anos, pois vinha sofrendo com dores que atrapalhavam o atleta ter uma boa sequência de jogos.

Pela seleção brasileira, o atacante não teve tanto sucesso, no entanto, foi convocado algumas vezes e defendeu a amarelinha por 12 partidas, deixando 3 gols anotados.

De “pior atacante do mundo” à ídolo de uma das mais tradicionais equipes portuguesas, Jonas superou as críticas, teve uma carreira brilhante e certamente deixou saudade pelos clubes onde passou.

Outras notícias